Caso Clínico - Revista Porkworld. Relato de caso: Pleuropneumonia

Caso Clínico
Revista Porkworld. Relato de caso: Pleuropneumonia

Dr Luiz Eduardo Ristow,
Cid Bastos Fóscolo

Méd. Veterinário do TECSA Labs
Lygia Grazielle C. Silva

Descrição da granja

O gerente responsável por uma granja de ciclo completo com 350 matrizes, localizada no centro-oeste de Minas Gerais, observou nas últimas duas semanas do mês de julho casos de mortes abruptas em animais terminados.

Descrição dos casos

Durante a manhã, ao realizar a vistoria cotidiana na terminação, o gerente observou em duas baias alguns animais apáticos, que respiravam com dificuldade e possuíam secreção nasal sanguinolenta. Preocupado com o estresse que os animais andavam sofrendo nas últimas semanas pela troca repentina da formulação da ração, chamou com urgência o Médico Veterinário responsável pela granja. Logo pela tarde, ao percorrer a terminação, o veterinário observa, em duas baias de suínos entre 80 a 100 dias de idade, três mortes e animais apáticos com insuficiência respiratória e mucosas cianóticas. Desconfiando de um grave problema respiratório, decide necropsiar os animais e retirar o sistema respiratório para enviar ao laboratório. Ao abrir a cavidade torácica as lesões observadas foram as seguintes: extensas áreas escuras no pulmão, líquido serosanguinolento entre os lobos pulmonares e inflamação pleural com presença de tecido fibrinoso. No mesmo dia, o Veterinário enviou as amostras bem acondicionadas ao laboratório.

Resultado dos exames laboratoriais:

Necropsia pulmonar: hepatização pulmonar, edema interlobuular, pleurite fibrinosa . Sugestivo de pneumonia fibrinosanguinolenta acompanhada de necrose e hemorragias extensas.

Isolamento bacteriano: Presença de Actinobacillus pleuropneumoniae em amostras de pulmão.

Ao receber os resultados o Médico Veterinário constatou que os animais apresentavam Pleuropneumonia, ocasionada pela baixa de imunidade determinada por estresse alimentar.

Comentários

A pleuropneumonia é uma doença respiratória causada pela bactéria Actinobacillus pleuropneumoniae. Os suínos afetados apresentam lesões pulmonares crônicas que levam aos seguintes sinais clínicos: dispneia, tosse, febre, corrimento nasal, diminuição de apetite e consequente perda de peso. A infecção pode ser aguda, causando morte em 24 a 48 horas, e as taxas de mortalidade podem chegar a 50%.

Os animais sadios se infectam por contato direto com animais portadores, que fazem a manutenção da doença no meio. Geralmente os surtos de pleuropneumonia estão associados a baixas de imunidades determinadas por situações de estresse.

Unidade Matriz
Av. do Contorno , 6226 - Savassi
30.110-042 - Belo Horizonte- MG/Brasil
PABX: (31) 3281-0500
Email: sac@tecsa.com.br
Horário Atendimento Tecsa
Cadastre-se para
Receber Novidades
Receba as novidades do TECSA
Facebook