Orientação para coletas - Bovinocultura

Guia de Procedimentos para Coleta e Envio de Material para Análise Laboratorial

Sanidade em Reprodução Animal

A ocorrência de doenças da esfera reprodutiva, tais como brucelose, tricomonose, campilobacteriose, leptospirose, rinotraqueíte infecciosa (IBR) e a diarréia viral bovina (BVD), compromete o desempenho reprodutivo do rebanho. Nesse aspecto, deve-se observar a importância das doenças infecciosas de origens bacterianas, viróticas e parasitárias que podem impedir a fecundação, causar abortos ou produzir bezerros com peso inferior à média. Portanto, como preparação à prevenção dessas doenças, deve ser adotado um programa de controle sanitário do rebanho.

A conscientização dos produtores quanto à gravidade dessas doenças, não só quanto ao aspecto clínico, mas quanto aos prejuízos financeiros que acarretam, será certamente o primeiro passo para iniciar um controle sanitário efetivo. Destaca-se aqui a importância do médico veterinário na condução do diagnóstico e controle do manejo sanitário, pois os agentes que influenciam os processos são diversos e as medidas de controle devem ser realizadas em função das endemias regionais, do estado sanitário do rebanho e do perfil do sistema de produção. Em programas de transferência de embriões e fecundação in vitro, um controle sanitário rígido torna-se indispensável para o sucesso dessas biotecnologias.


Monitoria Sanitária em Reprodução Animal

O Programa de Monitoria Sanitária em Reprodução Animal visa estabelecer uma rotina de exames em doadoras de embrião, receptoras de embrião e reprodutores, garantindo ao Médico Veterinário sucesso revertido em maior número de embriões, menores taxas de reabsorção embrionária e aborto, maiores taxas de gestação e nascimento.

Doadoras de Embriões Receptoras de Embriões Reprodutor

Brucelose
Leptospirose
IBR
BVD
Neospora
Leucose

Brucelose
Leptospirose
IBR
BVD
Neospora

Brucelose
Leptospirose
IBR
BVD
Neospora
Leucose
Trichomonas
Campilobacter
Espermocultura

 

Material para exame em laboratório

Material Exame Doença
  Sorologia (I.F.I.) Neospora
Sangue (soro) Sorologia (ELISA) IBR, BVD, Mycoplasma bovis.
  Sorologia (Soroaglutinação) Brucelose, Leptospirose
Swab vaginal Bacteriologia / Pesquisa do agente Tricomoníase, Vibriose (campylobacteriose)
Feto (rins, fígado, fluido e estômago) Bacteriologia / Pesquisa do agente Tricomoníase, Micoses, Leptospirose, Brucelose
Placenta Bacteriologia / Pesquisa do agente Brucelose, Micoses

 

Precauções:

  • Espécimes enviados para exame bacteriológico devem ser REFRIGERADOS.
  • O sangue não deve ser colhido com anticoagulante.
Unidade Matriz
Av. do Contorno , 6226 - Savassi
30.110-042 - Belo Horizonte- MG/Brasil
PABX: (31) 3281-0500
Email: sac@tecsa.com.br
Horário Atendimento Tecsa
Cadastre-se para
Receber Novidades
Receba as novidades do TECSA
Facebook