EXIGÊNCIAS GERAIS E DOCUMENTAÇÃO BÁSICA NECESSÁRIA PARA EMISSÃO DE CVI (CERTIFICADO VETERINÁRIO INTERNACIONAL)

 

Atestado de Saúde

 

O Atestado de Saúde precisa conter a informação de que o animal não apresenta sinais de doenças infectocontagiosas e parasitárias. Deve conter também o comprovante de implantação do microchip, com a data da aplicação, ou tatuagem para fins de identificação do animal. O microchip deve atender o padrão ISSO 11784 e ISSO 11785 e tem que ter sido implantado antes ou no mesmo dia da vacinação antirrábica.

O modelo do atestado está disponível no site do MAPA.

 

Carteira de Vacinação

 

Animais com mais de 12 semanas devem obrigatoriamente receber a vacina contra a raiva. Para animais com menos de 12 semanas de idade que não receberam vacinação antirrábica, ou com idade entre 12 e 16 semanas que receberam vacinação antirrábica há menos de 21 dias, é exigida a autorização do órgão sanitário do país de destino para o embarque. (https://ec.europa.eu/food/animals/pet-movement/mswebsites_en ).

 

Sorologia Antirrábica

 

Deve ser realizada com uma amostra de sangue colhida após 30 dias da data da última vacinação e no mínimo três meses antes da data de emissão do CVI. A amostra precisa ser enviada a um laboratório credenciado de acordo com o artigo 3º da Decisão 2000/258/CE. A titulação de anticorpos neutralizantes do vírus da raiva no soro deve ser igual ou superior a 0,5 UI/ml.

 

Tratamento antiparasitário

 

Animais com embarque previsto aos países constantes do anexo I do Regulamento Delegado (UE) nº 1152/2011 (FINLÂNDIA, IRLANDA, MALTA, e REINO UNIDO em 12/03/2015) devem receber tratamento medicamentoso específico contra o parasito Echinococcus multilocularis.

 

Recomendamos acessar o site do Ministério da Agricultura para conferir essas e outras exigências na íntegra:

http://www.agricultura.gov.br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/sair-do-brasil/requisitos-em-pdf-publicados/copy3_of_UnioEuropeia.pdf

Onde Emitir o CVI

4 Passos Rápidos sobre a Raiva

Perguntas e Respostas

Titulação Sorológica para Raiva

Eu não sou o dono (tutor) do cão/gato que vai viajar. Como devo fazer?

O microchip é cadastrado no nome do tutor.
É aconselhável que esse tutor seja a pessoa que vai viajar com o PET.
Caso contrário, essa pessoa deverá fazer uma procuração
para que outra pessoa possa viajar com o cão/gato. 

Qualquer laboratório pode realizar a titulação sorológica para cães e gatos que pretendem ingressar em países da União Européia?

Não. O laboratório veterinário tem que ser credenciado e autorizado pelo orgão responsável da União Européia. Atualmente, apenas o TECSA Laboratórios está realizando essas análises no Brasil. 

Por que meu cão/gato só poderá viajar após 90 dias da data da coleta da amostra para titulação sorológica da raiva?

Esse período é exigido pela União Européia para assegurar que a resposta sorológica mensurada no teste de titulação seja realmente protetiva e não resultante de um processo infeccioso de raiva. Esse prazo funciona como uma quarentena. 

Meu cão/gato já é vacinado contra raiva. Posso levá-lo ao veterinário (a) para coletar a amostra e solicitar o exame?

Tem de certificar antes se o cão/gato já foi microchipado (padrão União Europeia) e que a vacina antirrábica tenha sido feita após a microchipagem, com os dados inseridos no microchip. A coleta da amostra só pode ser feita após no mínimo 30 dias da vacinação ou em período dentro do prazo de validade da vacina antirrábica (12 meses).

Não Fique no Básico

Veja como está a saúde completa do seu PET antes de leva-lo a um país desconhecido por ele. Peça ao seu médico veterinário um dos Painéis Viagem Internacional do TECSA.
São eles:

Painel Viagem Internacional Basic

Espécies: cães, gatos e furões

Exames inclusos: Titulação de Anticorpos Neutralizantes para Raiva, Check-Up Global de Funções com Hemograma (sem glicose)

Painel Viagem Internacional Standard Canino

Espécies: cães

Exames inclusos: Titulação de Anticorpos Neutralizantes para Raiva, Check-Up Global de

Funções com Hemograma (sem glicose), Perfil Doença Transmitida pelo Carrapato (Sorologia IgM e IgG – Ehrlichia canis Babesia canis), Viagem Internacional – Leishmaniose (ELISA+RIFI)

Painel Viagem Internacional Standard Felino

Espécies: gatos

Exames inclusos: Titulação de Anticorpos Neutralizantes para Raiva, Check-Up Global      de Funções com Hemograma (sem glicose), FIV/FELV – Leucemia e Imunodeficiência Felina

Painel Viagem Internacional Plus Canino

Espécies: cães

Exames inclusos: Titulação de Anticorpos Neutralizantes para Raiva, Check-Up Global      de Funções com Hemograma (sem glicose), Painel Check-Up Doenças Infecciosas Canino (Real Time PCR Qualitativo: Parvovírus canino 2, Adenovírus canino 1, Babesia canisEhrlichia canisLeishmania infantum (chagasi), Vírus da Cinomose canina)

Painel Viagem Internacional Plus Felino

Espécies: gatos

Exames inclusos: Titulação de Anticorpos Neutralizantes para Raiva, Check-Up Global      de Funções com Hemograma (sem glicose), Painel Check-Up Doenças Infecciosas Felino (Real Time PCR Qualitativo: FeLV, FIV, Coronavírus felino – FCOV/PIF, Vírus da Panleucopenia felina)

Protocolo de coleta para exame sorológico para raiva

 

MATERIAL:

Soro ( > 1 ml)

Não pode estar hemolisado, lipêmico
ou ictérico (em nenhum grau)

ARMAZENAR:

Armazenar o soro refrigerado (2-8°C, máximo 10 dias) ou congelado (-20°C, máximo 30 dias).

 

ANIMAL:

A vacinação antirrábica deve ocorrer após a implantação do microchip (obrigatório).

A coleta de amostra para realização do exame só
poderá ser realizada no mínimo 30 dias após a vacinação ou dentro do prazo de validade da vacina anterior.

FORMULÁRIO ONLINE:

Preencher o questionário online, em sua área restrita, com os dados do animal e fazer sua impressão.

O veterinário requisitante deve assinar, carimbar e enviar para o TECSA.

 

TEMPO:

O exame deve ser solicitado no mínimo 3 meses antes
da viagem(quarentena obrigatória: 90 dias a partir
da data de coleta da amostra).

PRAZO DE ENTREGA:

10 a 15 dias

 

JEJUM:

6 horas para coleta da amostra

VIAGEM:

Atende ao padrão da União Européia.

 

Ao entrar em países da comunidade Europeia com cães, gatos e furões, com objetivo não comercial, é preciso atender as seguintes exigências:

a) Certificado veterinário uniforme da UE; emitido por médico veterinário credenciado, acompanhado de documentos comprobatórios, tais como carteira de vacinação. (Verificar com o Ministério da Agricultura, nos aeroportos internacionais geralmente tem um posto do Ministério);

b) O animal deve ser obrigatoriamente microchipado (identificação eletrônica individual) antes da vacinação antirrábica. O microchip deve ser inserido subcutaneamente e apresentar conformidade com a normal ISSO 11784 e com o anexo A da normal ISSO 11785 (obrigatório a partir de 03/07/2012);

c) Animais importados do Brasil devem ser submetidos a uma Detecção de Anticorpos Neutralizantes contra o vírus da raiva. Após mínimo de 30 dias da vacinação antirrábica (ou dentro do prazo de validade da vacina anterior), um médico veterinário deverá coletar amostra (soro) para titulação sorológica para raiva e encaminhar sob refrigeração ou congelada para o laboratório autorizado. O animal apenas poderá viajar com titulação maior ou igual a 0,5 UI/mL e após 90 dias da data de coleta. O exame não precisa ser repetido se a proteção for mantida nos prazos previstos. O comprovante da análise sorológica precisa acompanhar a documentação;

d) Podem ser importados no máximo 5 animais; caso contrário deverão ser aplicadas as normas para importação com caráter comercial.

O TECSA Laboratórios somente aceitará as amostras recebidas dentro dos prazos estipulados abaixo:

 

 

  

 

Amostras refrigeradas (2-8°C): enviar em até 10 dias após a coleta (prazo de recebimento no laboratório: tolerável até 15 dias após data de coleta).

 

     

 

Amostras congeladas (-20°C): enviar em até 30 dias após a coleta (prazo de recebimento no laboratório: tolerável até 45 dias após data de coleta).

 

 

 

As condições de armazenamento e prazos estipulados visam garantir a viabilidade dos anticorpos para detecção no exame solicitado.

 

   

 

Observação: Não serão aceitas as amostras recebidas em intervalos superiores aos prazos acima informados.

A+ A- 100%